INTERVENÇÃO DE ABERTURA PROFERIDA PELA CAMARADA LUÍSA DAMIÃO, VICE-PRESIDENTE DO MPLA NA VI REUNIÃO METODOLÓGICA NACIONAL SOBRE A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DO PARTIDO
INTERVENÇÃO DE ABERTURA PROFERIDA PELA CAMARADA LUÍSA DAMIÃO, VICE-PRESIDENTE DO MPLA NA VI REUNIÃO METODOLÓGICA NACIONAL SOBRE A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DO PARTIDO

INTERVENÇÃO DE ABERTURA PROFERIDA PELA CAMARADA LUÍSA DAMIÃO, VICE-PRESIDENTE DO MPLA NA VI REUNIÃO METODOLÓGICA NACIONAL SOBRE A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DO PARTIDO

Camarada Paulo Pombolo, Secretário-Geral do MPLA;

Camaradas Membros do Secretariado do Bureau Político;

Camaradas Primeiros Secretários Provinciais do MPLA;

Camaradas Directores do Comité Central; 
Distintos Camaradas Membros dos Comités Provinciais.  

É com imensa honra que começo por transmitir-vos as calorosas saudações do Camarada João Lourenço, Presidente do glorioso MPLA.  Bom dia caros camaradas.  

Realizamos a nossa reunião metodológica no mês consagrado às mulheres e gostaríamos de aproveitar esta soberana ocasião para saudar todas as mulheres angolanas que não medem esforços para dar o seu melhor contributo, com determinação e dedicação no desenvolvimento do nosso país. 

Não é por acaso que palavras como vida, alma, esperança, coragem, sinceridade, dedicação e determinação, na língua portuguesa pertencem ao género feminino. É com este sentimento que as mulheres determinadas e resilientes trabalham todos os dias para encontrar as soluções para os inúmeros problemas que afectam a nossa sociedade.

Gostaríamos de lançar um forte apelo a OMA para continuar a galvanizar as suas estruturas e a assumir, cada vez mais, um maior protagonismo na sociedade e desenvolver iniciativas que estimulem a participação das mulheres nos grandes desafios que temos pela frente.

Igualmente o nosso apelo e força a JMPLA para continuar a aprimorar mais e mais a sua organização com vista a materialização da sua missão e do seu rico plano programático.   

CAROS CAMARADAS;

A nossa reunião tem também lugar numa altura em que se intensifica cada vez mais o debate político, com a introdução de um novo tema, a revisão pontual da Constituição, para o qual devemos estar devidamente preparados. Uma revisão que tem como objectivo preservar a estabilidade social e a consolidação dos valores fundamentais do nosso Estado Democrático de direito.

Temos de estar todos preparados para o combate político e desconstruir os inúmeros textos encomendados e agendas inconfessas que visam a todo custo manchar a imagem do MPLA e a todo custo frenar as reformas em curso no País. 

Devemos estar atentos e denunciar os que financiam a desordem e a instabilidade, que atentam contra a soberania nacional, a Constituição e as leis vigentes na República de Angola.  

O Camarada Presidente João Lourenço tem o mandato do Povo para “Melhorar o que está bem, corrigir o que está mal”. A sua prioridade é o desenvolvimento económico e social de Angola, tendo sempre presente a melhoria das condições de vida das famílias angolanas.

Os angolanos honestos estão com o Camarada Presidente João Lourenço. Temos desafios que serão vencidos que serão vencidos com o apoio de todos para minorar os problemas do povo e para vencer as forças que pretendam travar as reformas em curso. 

ESTIMADOS CAMARADAS; 

O MPLA em todas as fases da sua luta sempre trabalhou com responsabilidade para assegurar os pilares do desenvolvimento do país, a coesão e a unidade do povo angolano, assim como a Paz e a reconciliação nacional.

Somos um Partido forte e imbatível. E temos a nosso favor a inteligência dos nossos militantes, a força e vitalidade das mulheres e o talento da juventude. Por isso, nem chamando todos os “Vizinhos” conseguirão derrotar o MPLA.

Engana-se quem não tem a humildade e o respeito de lidar com o MPLA e que fica no muro a lançar fogos de artifícios que não queimam e nem arrefecem.
 
Quem quiser nos fazer frente tem de trabalhar arduamente e merecer a confiança do povo. O povo angolano heroico e generoso sabe fazer as suas escolhas. Por isso, nós vamos continuar decididamente a trabalhar para responder aos anseios e aspirações dos angolanos. E quando assustarem, já está!

CAROS CAMARADAS; 

A VI Reunião Metodológica Nacional sobre a Organização do Trabalho do Partido tem um carácter especial e estratégico. Vem reforçar as orientações concernentes à preparação e realização do VIII Congresso Ordinário do MPLA, preparar as estruturas do Partido, as organizações sociais e associadas, os militantes, simpatizantes e amigos do MPLA, no trabalho indispensável para vencermos os desafios políticos e eleitorais.

Devemos por isso continuar a reforçar o nosso trabalho político e de mobilização no seio dos militantes, simpatizantes e amigos do MPLA, primando sempre por métodos inovadores, tornando a vida interna cada vez mais dinâmica e mais articulada.

A nossa intervenção de acordo com a metodologia e o espírito que nos foi presente, consubstancia-se numa reflexão para a acção, trazendo orientações da Direcção do Partido e principalmente do Camarada Presidente João Lourenço, face as grandes e desafiantes questões que se colocam no domínio da organização do trabalho do nosso Partido. 

Na sua longa trajectória, o MPLA sempre teve a organização como a chave mestra que tem contribuído para o sucesso das suas vitórias.  

Nas organizações políticas, como na vida pessoal, ganha-se com a organização e por isso jamais devemos descurá-la. A organização faz parte da cultura dos vencedores.  

CAROS CAMARADAS; 

O MPLA rege-se pelos seus estatutos e regulamentos de funcionamento. Deste modo, não abre mãos dos seus princípios e valores, da coesão, da unidade, factores que corporizam a sua fortaleza, em detrimento dos seus mais directos adversários políticos.

O MPLA é um Partido maduro e organizado, que soube adaptar-se sempre aos processos de transformação política, económica e social, vencendo os obstáculos, porque tem militantes e dirigentes capazes, que na hora das dificuldades não viram a cara à luta.  

Todos nós temos a responsabilidade de tornar vigorosas as estruturas de base do nosso partido e ajudar na implementação do projecto de organização política do MPLA, sob a liderança do Camarada Presidente João Lourenço.

Devemos também direccionar as nossas acções junto dos cidadãos e da sociedade em geral. Devemos promover o diálogo, a participação dos cidadãos nos diversos domínios da vida política, económica, social e cultural, reforçando a democracia de proximidade e a cultura de uma cidadania participativa. 

É imperioso continuarmos a divulgar o Código de Ética Partidária que estabelece os princípios e as normas de conduta ética do militante do MPLA nas suas relações com o Partido, com o Estado, e com a sociedade.

Com estas palavras declaro aberta a VI Reunião Metodológica Nacional sobre a Organização do Trabalho do Partido.

Muito obrigada pela Vossa atenção

Ver todos os artigos
Próxima notícia
Imprensa
Redes Sociais
Facebook
Youtube